Cantinho Cultural

Cantinho Cultural #2 – Introdução de Armas de Fogo no Japão

São imensas as relações que existem entre Portugal e o Japão e todas elas deixaram marcas profundas, não só na história das duas civilizações mas também nas culturas destes dois países. Sabiam que foram os portugueses que introduziram as armas de fogo no Japão?

Como já tínhamos mencionado na nossa publicação anterior, os portugueses quando chegaram ao Japão estabeleceram logo o comércio na região. Uma das ferramentas que iriam trazer bastante influência e mudar a história do Japão veio nesses mesmos barcos portugueses que chegaram à praia de Tanegashima em 1543. Esse instrumento é conhecido como espingarda de fecho de mecha e foi a primeira vez que o Japão pôs os olhos numa arma de fogo.

O chefe japonês da ilha de Tanegashima decidiu então comprar duas espingardas aos portugueses que tinham acabado de chegar e contratou um ferreiro para copiar o design da arma e fabricar outra igual, mas este teve problemas em construir a réplica pois “a perfuração do cano de forma helicoidal de maneira a que o parafuso pudesse ser firmemente inserido” era uma técnica que ainda não tinha sido introduzida no Japão. Os portugueses ficaram então na ilha durante um ano inteiro e decidiram trazer um ferreiro que resolvesse o problema e que ensinasse a arte da manufactura dessas armas aos locais. Em dez anos cerca de trezentas armas foram fabricadas e essa arma criada pelos japoneses baseando-se na espingarda de fecho de mecha foi chamada de mosquete (ou arcabuz) Tanega-shima.

Como é de esperar esta nova arma foi mudar radicalmente a forma como se guerreava no Japão e teve grande influência em grandes batalhas. Havia mesmo uma unidade samurai que utilizava a Tanegashima, chamavam-se ashigaru.

Ainda hoje Tanegashima é o símbolo do primeiro contacto do Japão com Portugal e a Europa, o próprio nome da ilha é dado devido à arma que os portugueses ajudaram a produzir.


– Gostaste do artigo? Compartilha com os amigos e deixa o teu comentário!

Para estarem sempre atualizados sigam-nos no twitter: @AniHome15
E deixem o like na nossa página no Facebook: AniHome

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *